segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Acalanto ( À minha filha)


Minha filha ensinou-me a cantar baixinho,contar seus dedinhos,relembrar cores do arco-íris.

Fadas e príncipes,cirandas e bonecas-antigos acalantos das melhores infâncias,bem no pé-do-ouvido,se for preciso.

Pude entender,tive que sentir-sou o eterno anseio pelo seu sorriso, sua mão- de- mãe num sono mais tranqüilo,ninando bem baixinho seus sonhos de acalanto
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário