sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Menina imaginária


Uma menina sozinha , a bola cor- de- rosa contra a parede , rebatida pela amiga invisível verde.


Ela joga revidando ,fala replicando , contramão da vida real –não tinha medo ,seu olho azul era uma caixa de segredo ,aprendeu a ver além das palavras.


Ao invés de um mero brinquedo ,uma invisível amiga de florido vestido ,sorriso-glitter numa tez luminar ,jeito doce e fácil de gostar.


A verdinha mais visível já vista por lá- dizem que procura meninas distraídas , de olhos num permeio azul ,sem medo de esconde-esconde e de bolas fortes...Eita , mas que menina imaginária de sorte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário