quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Impressão ( poesia antiga do multiply)


Preciso das suas mãos - senti-las no sinuoso relevo das impressões digitais e no pulsar das suas artérias .

Vira e volta , envolta nos seus braços , na segura leveza desta impressão , impressão de que nunca mais partiremos - impressão tão digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário