segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Medo de Avião


NENHUM GLAMOUR QUANDO ADENTRO NUM AVIÃO-PARECE MAIS UM GRANDE CAIXÃO LACRADO, CONDUZINDO-ME PARA ALGUM LUGAR DE UMA FORMA HORRIPILANTE.


ESTAVA EU,COITADA ,NUM TRECHO SÃO PAULO –BRASÍLIA, APARENTEMENTE MUITO TRANQÜILO ,QUANDO OS INFELIZES AVISOS LUMINOSOS DOS CINTOS DE SEGURANÇA SE ACENDERAM. DO INFERNO, UMA VOZ MACABRA DO HOMEM MAIS CORAJOSO QUE CONHEÇO:


- ESTAMOS PASSANDO POR UMA ZONA DE INSTABILIDADE METEREOLÓGICA. POR FAVOR,CONTINUEM COM OS CINTOS AFIVELADOS...


AQUILO TUDO NA MINHA CABEÇA ERA DECODIFICADO COMO: -NÃO SE PREOCUPEM...A MORTE É RÁPIDA.


ISSO JÁ HAVIA ACONTECIDO LOGICAMENTE ALGUMAS VEZES , MAS OS SOLAVANCOS DO AVIÃO NÃO ERAM NADA PRÓXIMOS DE UM AFAGO...E TOME MINUTOS QUE SE ARRASTAVAM COMO CORRENTES PESADAS...O AVIÃO ESTAVA EM PLENA CRISE CONVULSIVA GENERALIZADA.


NUMA ESTRATÉGIA DE DESESPERO ,COMECEI A CONVERSAR COM UMA PASSAGEIRA QUE ESTAVA AO MEU LADO ,SÓ QUE A COISA ERA MAIS OU MENOS ASSIM-

- VOCÊ VAI FICAR ONDE?

-BRASÍLIA

- E VOCÊ ?

-TAMBÉM ...É,É,É...

-TÁ TUDO BEM COM VOCÊ?

-NÃO,SEGURE MINHA MÃO,PELO AMOR DE DEUS!


O PALCO ESTAVA MONTADO- O AVIÃO NÃO DAVA TRÉGUA ,MINHA VISÃO COMEÇAVA A ESCURECER ,SENTIA PARESTESIAS PELO CORPO ,MINHA COMISSURA LABIAL ESTAVA DESVIADA , MÃOS QUE NÃO FECHAVAM ,NUMA CRISE DE PÂNICO EXPLÍCITA.


COMPADECIDA, A RECÉM COLEGA DO MEU INFORTÚNIO PEDIA UMA MEDICAÇÃO ANSIOLÍTICA. DITO E FEITO ,E SEM A MENOR BUROCRACIA- O MEU ESTADO ERA PRATICAMENTE MOTIVO PARA UM POUSO DE EMERGÊNCIA.


UMA HORA DEPOIS, NOTEI QUE ESTAVA AINDA VIVA E COM BRAÇOS ,MAS UM CHAMADO INUSITADO:


- POR FAVOR ,ALGUM MÉDICO POR AQUI? UM SENHOR NÃO ESTÁ SE SENTINDO BEM...



OLHEI BEM AO MEU REDOR ,IMPLOREI A DEUS QUE ME POUPASSE DE TAMANHO CONSTRANGIMENTO ,MAS NENHUM MÉDICO SE APRESENTOU.ENTÃO, TINHA MESMO QUE “QUEIMAR MEU FILME”,TORRANDO LOGO TUDO DE UMA VEZ:

- EU!

A AEROMOÇA ,PRATICAMENTE MINHA MÉDICA NO AVIÃO ,OLHOU PARA MIM NUMA INCREDULIDADE DESPIDA COM UM SORRISO INEVITÁVEL .

O POBRE DO PASSAGEIRO SOFREU UMA CRISE HIPERTENSIVA ,E GRAÇAS AO FATO DE EU ESTAR “CHUMBADA” DA MEDICAÇÃO JÁ INGERIDA,CONSEGUI MEDICÁ-LO E ESTABILIZÁ-LO ATÉ O POUSO.

VI QUE AQUELA VIAGEM TINHA SIDO LEVIANA-MULHERES COM LÁGRIMAS NOS OLHOS , SACOS LUBRIFICADOS DE VÔMITOS ,HOMENS COM CENHOS ,ROSTOS DA COR-DE-PAREDE. A CARA MAIS SAUDÁVEL PARECIA A MINHA - MEIO QUE RINDO ,DROGADA ,MEIO NO CÉU ,MEIO NA TERRA.


ESTAVA ME SENTINDO DESMASCARADA-A MÉDICA QUE PARIU UMA CRISE DE PÂNICO NO AVIÃO ,MAS NINGUÉM TINHA CABEÇA PARA REPARAR NISSO ,NÃO.


ENQUANTO ISSO,OS COMISSÁRIOS: "BOA NOITE! MUITO OBRIGADO"!


Nenhum comentário:

Postar um comentário