terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Mulher de areia


Na brisa do fim de tarde , sou a tão encarnada mulher de verdade , beira-mar ,beirando à vontade , feliz bem mais pela metade.


Vendo o mar , mulher da tarde , sentindo a areia na brisa que me adorna e despenteia.

Sou a tão encarnada mulher de verdade, meio mulher de areia , ou quem sabe, uma azul sereia ,mas sou feliz bem mais pela metade.

Um comentário:

  1. Gostei muito do tema e o seu conteúdo...Perfeito...

    Feliz semana.

    Saudações

    ZezinhoMota

    A Poesia do Zezinho II http://zezinhomota1.blogspot.com

    A Poesia do Zezinho
    http://zezinhomota.blogspot.com

    ResponderExcluir