quarta-feira, 11 de março de 2009

Anjo afoito


Portas abertas tão descerradas , janelas azuis de olhos , apenas quando você chega...




Luzes na brisa , quando seu rosto me toca , tudo como se fosse a derradeira vez...




Você tem a fome das horas , pensa que vai morrer daqui a pouco ou agora , às vezes acho meio loucura , mas meu pensamento só vai além do pouco , muito aquém do que você é – meu belo anjo afoito , janelas azuis de olhos , luzes na brisa, apenas quando você chega...

Nenhum comentário:

Postar um comentário