terça-feira, 16 de junho de 2009

Deixar


Só me resta deixar você ir embora sob o mais pardo olhar , cada vez mais longe , e para onde você vai?


Vou me segurar nas lembranças , nas andanças de quem viveu , e o que virá depois , depois do amar?


Aceitar como hoje , só me resta o devagar para algum lugar , toda nova brisa da rosa virá , mas só deixo ir embora o meu amor , o melhor que se impõe no agora .


E se todo sentimento prova da brasa , o que virá depois do ardor? Só me resta o mais pardo olhar , só me resta amar , amar no deixar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário