segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Labirinto ( Escrever é enlouquecer um pouco)


Sou mais uma alma desarrumada , farrapos num desaprumo , se eu vago perdida nos meus castigos , rondando labirintos de mim tão sem rumo .


Não entendo muitas vezes o que é que há , se a visão anuvia e fica turva , e lá se vem aquela fechada curva , e eu derrapo nos meus farrapos , pedaços jorram sobre o labirinto , e sei lá o que é que eu sinto , se é a mais pura verdade, e eu quase não minto , mas no final de algum dia , devo ser mais uma alma sem garantia - labirinto

Nenhum comentário:

Postar um comentário