domingo, 25 de outubro de 2009

Nuvem de vento



Você cheira a cor da flor num aviso apressado , num olhar mais demorado , e vai embora feito nuvem de vento.

E aquilo que é coisa do tempo virou quase inimigo, virou dor e castigo , um tão grande perigo , e em cada segundo, nossa mistura de mundo , e você não está aqui , virou qualquer coisa inerte, alguma coisa de teste , nuvem cinza de vento.

http://www.youtube.com/watch?v=R1ZNFhM9aP4&feature=related

Nenhum comentário:

Postar um comentário