domingo, 31 de janeiro de 2010

Torquato Neto ( Ao nosso "poetaço" piauiense...E, lógico, GO BACK para se ouvir...)


MEU ANJO AFOITO E TORTO, CHAPA QUENTE, DESEPERADO E BEM RENTE, PIAUIENSE DESFERROLHADO.


LOUCO PRESENTE, PEGANDO FOGO, E NEM TENTE PARÁ-LO, SÓ A MORTE, POR NASCER ASSIM, INCONFORMADO.


MORREU DE TÉDIO, ALMA NO ÓCIO, DE FRIO, NA CHAPA FRIA E SEM COR, O BRASIL DA OPINIÃO SEM GESTÃO.


TORQUATO, DE FATO, FOI EMBORA NUM PROTESTO, E O RESTO QUE PEGASSE FOGO UM DIA, CHAPA FRIA, COMO ELE O FEZ NA CANÇÃO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário