quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Para amar...


PARA AMAR, QUASE TÃO POUCA COISA, CORAÇÃO DEITADO NA MÃO, RELATIVIZAR A RAZÃO, DEIXAR O CÉU LILÁS CAIR; LUA , NA RUA, SAIR.

ÂNSIA POR ESPAÇOSAS JANELAS, ROSAS MEIO AMARELAS, VULTOS ESCUROS, VELAS E TOQUES, MADRUGADA E VELHAS CONVERSAS.

AMAR SÓ PRECISA DE UM LOUCO , ALGO QUASE TÃO POUCO, MAS O SUFICIENTE PARA QUALQUER UM EM UM DIA QUALQUER, SE TODO MUNDO SÓ QUER DEIXAR O CÉU LILÁS CAIR , SAIR NA RUA, CHEIO DE LUA, E DE TÃO LEVE, SORRIR...

Nenhum comentário:

Postar um comentário