segunda-feira, 22 de março de 2010

Violência ( pensamento de um pequeno-grande sonho)




A violência destrói alguns grandes ou pequenos sonhos, quantas vidas, somas de dinheiro, até mesmo enredos poéticos das janelas abertas, portas escancaradas, ruas desertas, beira do caminho...

Quero poder, um dia, sentar como uma pessoa simples e ociosa numa cadeira, sobre a calçada, à noite inteira, tudo se perdendo de vista, sem temer mais nada, esperando apenas o amanhecer, contando causos na madrugada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário