sexta-feira, 7 de maio de 2010

Mãe ( Para minha mãe amada, mães literais, aspirantes e as do coração)



Ser mãe é acalentar no seio, sorrir sentindo dor, é amor sem coluna do meio.

Mãe é mesmo sempre um exagero, é o começo, a criação na palma da mão, mãe é vida querida, e as bocas se calam...

Mãe que é mãe  sabe que o amor não cabe em si, que o mundo poderia ser bem mais se todos se amassem como ela faz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário