sábado, 1 de maio de 2010

Passou...


Passou só um vento de um invento do meu pensamento, e nada escrevi, só mesmo pensei, logo dormi nas correntes do tempo, quase sem intento- passou...

Nenhum comentário:

Postar um comentário