sexta-feira, 2 de julho de 2010

As palavras riem de mim




Apenas sinto, e o que quero dizer adormece comigo e me dá bom dia...Talvez seja uma intimidade tão profunda, que não se deixa desnudar nem em nome da poesia...E assim, penso que escrevo um pouco de tudo, mas o tudo insiste em estar comigo, feito náusea sem vômito...E as palavras sabem disso, riem de mim, e eu, delas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário