terça-feira, 28 de dezembro de 2010

O que sei do amor...


Eu sei que o amor não é coisa tão de repente, nem de rompantes ou de apenas um instante... É dócil e contínuo, é o antes, o hoje e, certamente, o sempre do restante; pois ama , e como bem ama, não nasce e nem morre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário