terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Choro de luz


Fragmentos de estrelas flutuando no mar, sob a lua cheia, faiscando a poesia, e já parei por aqui, de olhos ofuscados, tamanho brilho insano num choro branco de luz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário