terça-feira, 5 de julho de 2011

Pirilampo



Pirilampo no campo de brilhar, de alumiar a menina que corre, a noite enegrecida que escorre no verde faceiro do seu avoar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário