domingo, 19 de fevereiro de 2012

Barulhinhos

Ouço o gritinho da menina, os passos agudos do tempo, o choramingar das águas, as petições da saudade. Eis o silêncio de que mais preciso hoje- barulhinhos, e são tão grandes assim!

Um comentário: