sábado, 21 de julho de 2012

O assalto

Hoje fui assaltada por uma palavra indignada. Após desferir um golpe no meu estômago,gritou: "Falas qualquer coisa, senão eu te mato!" Nervosa, disse-lhe:"Que coisa!" Mas ela retrucou: "Coisaste muito bem!" E foi embora, rindo da falta de criatividade que só os covardes criam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário