sábado, 28 de julho de 2012

O milagre de Sarah Menezes

Eu, que dificilmente sou ligada a notícias de caráter esportivo, afirmo que já vi, inúmeras vezes, a judoca Sarah mendigando apoio e patrocínio como se fosse uma pedinte de rua. Agora, depois de um milagre irônico da perseverança pessoal , políticos- parasita pegam carona do mérito alheio, verdadeira fogueira das vaidades e de poder num espetáculo deprimente, mas esperado.

Sarah, antes de tudo, venceu a indiferença política em relação aos cuidados básicos com a juventude brasileira... Mas nem tudo é indignação- que esta alegria que nos foi dada impulsione políticos e a sociedade civil para um novo ajuste de contas- incentivar o esporte, a cultura e a educação. Não queremos milagres, queremos boas consequências naturais de bons atos! E viva a juventude, Sarah!

Nenhum comentário:

Postar um comentário