sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Algo me diz...


Algo me diz sobre dias de céus azuis , arco-íris e flores , despontar do sol , fragrâncias que serpenteiam no ar.




Algo me diz sobre o abraço que a vida nos dá , estrelas-divas na noite azul , cantos e risos ...Algo me diz...




Apenas a plena certeza de que o amor nunca morre , de que a vida sempre nos socorre na felicidade e na ousadia de que tudo não é em vão- ser aprendiz , algo me diz , de amar e ser feliz...

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Mar de olhar


Esse seu olhar rasga minha roupa , descobre faces tão loucas, um suspense desejo de estar.



Seu olhar de mar , não faça assim, transpassando a pele, deixando-me na mão, na mão do seu olhar.



Demais pra mim, rasgando minha roupa, descobrindo faces tão loucas, sonho de amar , esse seu mar de olhar

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Olhe...




Meu amor, olhe para trás ,veja o que se faz com o desejo que não quer morrer.

Mas se tudo um nada foi , nada ficou nem virou,então , amor, olhe para frente , aja como quem não sente o nosso beijo quente que só a gente faz.

Faça assim- o que fazer com o desejo que não quer morrer? Não diga para mim , apenas olhe para frente ou para trás...


quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

O ciumento


A luz do seu rosto é linda ,como se um palco estivesse aberto ,como se as maravilhas do mundo fossem uma só- só quando você está.

Como vai ,meu bem ? Longe de mim, tão frágil em si mesmo, só o encontro assim- quando a sorte dos aziagos decidir ,quando o ciúme dá uma trégua no seu coração inflamado ,sua alma transtornada de histórias e ilusões...

Esqueça,então...A luz do seu rosto é linda, mas o ciúme turva seu coração...Quando a sorte dos aziagos decidir,eu o esquecerei , esqueça-me então...Você não muda
mais ,se o verde ciúme turva qualquer coração, imagine o seu ...

O palco se fecha , alma transtornada, sorte dos aziagos - a luz do seu rosto é linda, mas o verde ciúme a apaga .

http://www.imeem.com/infogna/music/NpkTzeYv/kid_abelha_todo_meu_ouro/






segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

O amor e a música (Muito mais que paixão por música...)


Aquela música embriaga mais que o vinho, ainda sinto meus pés no chão, ah! Aquela canção...

Posso dizer que a melodia é mais que uma paixão, ressoa dentro de mim, e eu não sei mais viver sem ser assim - feito um azul querubim cheio de pensamentos sem cabresto, correndo mesmo em vão...

Sei não, meus pés estão bem mais no seu chão, a música é mais forte que um pensamento , asas de anjos me levam ao seu momento.

Aquela música embriaga mais que o vinho, muito menos que meu amor , apenas um azul querubim correndo mesmo em vão , louco hiato da canção , meus pés no seu chão...

http://www.imeem.com/people/7Sj1QR/music/uzGc4jL-/sade_no_ordinary_love/

domingo, 18 de janeiro de 2009

De repente, o amor...( Às minhas amigas Mica e Cacas)


O amor que se dá precisa emanar, jorrar e desabar... Ninguém precisa implorar...De repente, ele lá está...

Sua ausência sempre dói, algo nos faz sofrer e corroi. Mas bem na esquina, nos seus cantos de dentro, no vento de um pensamento, ele a espera ansiosamente.

Dizem que não precisamos implorar... Ele chega quando quer, num capricho de criança , num sorriso manso , quando ainda dormimos ,dengoso tão cheio de mimos- de repente, o amor lá está...

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Pérola negra


Quem sabe , no fundo dos oceanos, nos ventos de lua e chuvas , nos olhares perdidos , nas histórias de romances e cartas...


O amor perdura solto nos céus da terra , só nas altas apostas ,além das nuvens e pássaros- amar de novo , hoje e sempre , num braço infinito de tempo.


O joio vira pérola , a pérola da espera... Quem sabe um dia, no oceano mais profundo de nós , deparamo-nos com a pérola mais negra?


Quase sempre, a pérola mais rara - amar de novo nos céus da terra, apostas altas , além das nuvens e pássaros ,a pérola mais negra

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Eu desejo...


Eu desejo o possível do impossível, um beijo doce pra te deixar mais zonzo , até mais um desgosto para sentir falta do que é bom.

Eu desejo que a vida siga ,mesmo como uma pequena ferida- queima e dói, mas logo cicatriza; faz chorar , faz sangrar, e pode matar a gente de rir .

Eu desejo sob o sol e a lua prosseguir ,não volto atrás , só movo minha alma para frente.

Ainda prefiro mais um desgosto para sentir falta do que é bom; pode chorar, matar-se de rir , tão zonzo de um beijo doce sob o sol e a lua –desejo que a vida siga até mesmo como uma pequena ferida.

http://www.imeem.com/people/rVeB-Y/music/JmEIhSCo/desree_life/



quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Dias perfeitos ( Para todos nós! )


A mão estendida, o olho azul , pirilampo que acende o verde , brisa no amarelo do jardim.



Existem dias perfeitos ,cores exatas ,mil presentes assim- o abraço mais esperado , a estrela e seu diamante diáfano ,o menino diplicente sorri feito dádiva para mim.



Existem dias tão perfeitos , que parecem sem fim - brisa no amarelo do jardim, cores exatas , sentimentos imprecisos ,mil presentes assim... E o pirilampo acende o verde...

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Lado avesso ( Que bom , o nosso lado avesso !E os nossos queridos nos adoram por isso)


Eu não sei se me escondo ou me perco no teu lado avesso , meio travesso , verso de tua roupagem às vezes esquecida.



Frente e verso tão possíveis ,mas dentro de ti , eu não sei se me escondo ou me perco no teu lado avesso , atravesso tua alma, e de repente te conheço .
Frente e verso , tua roupagem às vezes esquecida , eu sempre me esqueço no travesso do teu avesso.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Cristal


Ei, não se engane! Não sou um vidro moído nem um cristal facilmente trincado- sei exatamente o que faço, tento e atento , surpreendo e ultrapasso.

Sou até um pouco indefesa , mas corro pela defesa do que penso;se muitas coisas fiz ,foi fatalmente porque quis, e assim sou feliz.

Faço e aconteço; digo, às vezes, o que não devo; penso quando achar conveniente, rio e até zombo do decente-indecente.

Nem um vidro moído, ou um cristal facilmente trincado na sua frente, sob suas lentes ; então, não se engane , nem me invente...

http://www.imeem.com/people/ag6nwML/music/RCsvAgvm/rita_lee_cor_de_rosa_choque/



A dissonante consonância


Impressionante, dissonante consonância –quanto mais me deparo com o que não quero, mais fortaleço o que espero de minha vida.



O meu vigor de alegria sem fantasias impossíveis ou sonhos inacabados... Mas a cada dia, só tenho a plenitude da certeza do que mais anseio: o que é morno , eu regurgito; o que é quente, põe-me para frente.



Não é exigir simplesmente- é a consonância mais íntima , sem deixar que a nossa essência se perca num mundo a esmo.



É o que desejo para mim e para você- Viva a dissonante consonância, se sua aura grita pela sua verdade, mesmo contra todos ou contra ninguém.

sábado, 3 de janeiro de 2009

O grito do silêncio





Eu não preciso das palavras quando o vejo- o silêncio já grita o tudo ,tudo que não temos mais coragem de dizer.

Sorrateira, sempre vou embora, se não há mais nada nem hora para fazer- eu não preciso das palavras ,tampouco de mais um dia para sofrer.

Por favor,siga em frente e tente esquecer –deixe o silêncio gritar o tudo, tudo que não foi dito, tudo que não tivemos coragem de fazer...

Mas tente entender- deixe o silêncio gritar, e não mais eu e você...

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Voltas


O amor nos trouxe de volta , o mundo dá voltas , benditos movimentos de rotação-translação , voltas no meu coração.


Só o amor nos trouxe outra vez, como se fosse a primeira , como se um véu deslizasse sobre uma história inteira.


O amor nos trouxe de volta ... Que o mundo não gire agora , que os segundos se arrastem aqui e lá fora , como se o mundo não desse voltas ,voltas no nosso coração , rotação-translação.


http://www.imeem.com/people/XXTNf7/music/oZFucSJj/marisa_monteed_mottaed_mota_ainda_lembro/

Olhos-de-pêssego


Apaixonada pelos teus olhos-de-pêssego , trejeito metido a perfeito , de respostas prontas ou não , tez diáfana tão macia.

Aprendi a te espreitar num olhar, sem te perder de vista ,sem ficar longe e perdida , ansiando pelos olhos de marrons matizes sob a noite .

O luar perdeu a vez - apenas essa fruta amanhada na íris me alumia; por mais um dia , o pêssego cega meus olhos.

Sou a pura vontade de comê-lo: delicioso , quem diria , esse teu olhar de pêssego ,metido a perfeito , tez diáfana tão macia !