quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Tempo- rei (2010!!!!!!!!!! Felicidade, serenidade, fé e realizações para nós todos... Yuhuuuuuuuuuuuu!)



Agarro o presente tempo com a mão direita, sufocando-o mesmo em vão, quero bis ou uma nova canção.




Sei não, o presente é logo passado, passou nossa andança, futuro de mais um quiçá de esperança, a linha diáfana reta, ar de eterna.




Eu fui, mas também sou, quiçá serei, e o que vier, eu sei - com a mão direita, um alento em meio ao vento, estarei a tudo atento, a cada pedaço , a cada inteiro momento , meu tempo- rei.




quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Caridade verdadeira ( prazer e felicidade)


A caridade deveria ser um dom natural de todo ser humano, e jamais usada para amaciar egos, melhorar a imagem das pessoas , ser alegada pelo nosso egoísmo , desvirtuada pela nossa vaidade , alarmada aos quatro cantos , como se não fosse nossa vocação perante os nossos semelhantes e Criador.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Sem a causa-resposta


Os pensamentos resvalam na madrugada , quase não se entendem , sobrepõem –se, dormem confusos, contusos, devassos num sonho insone.

Não tem sentido o perdido raciocínio , sem a causa - resposta , sem o porquê da pergunta; sei lá , nada se junta.

Agora, pensando em pedaços, retalhos sem finais ou meios- espaços , deixo o pensamento ir embora, jogo as palavras fora e desdenho a minha poesia –seja lá o que for do meu dia , já é madrugada.

Ninguém é tão suficiente...


Ninguém é tão suficiente para alguém...Ainda bem! Temos uma alma que vive do calor de amigos, de tantos queridos, aprecia o cheiro da flor, páginas se encontrando no livro, interesses tantos, histórias notáveis ou não , uma multidão. Isto porque o tudo se faz incompleto, isto porque a nossa redenção é a nossa multiplicidade.

Bola de sabão ( À minha filha e às nossas crianças de cada dia)


O espelho rosa da menina é aquela bolinha de sabão, voando grande, voando leve; soprando, segue, bola de neve.





Arco-íris na íris de menina , deslizando no jardim, flutuando displicente no paraíso , seu sorriso, o espelho rosa reflete.
Guardada na sua mão, bola de neve, voando grande, voando leve, soprando, segue , a menina rosa , e a felicidade é tanta, de mais uma bola de sabão ...

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

sábado, 5 de dezembro de 2009

Noite azul

Os meus pedaços , tão inteiros , sonham com aquela noite azul , estrelas no teto, você sorrindo pelos cantos.

E nas beiras das esquinas , uma música que se fez pranto , se ainda o amo tanto , o quanto você pode imaginar , e os meus pedaços , tão inteiros , brigam por você primeiro – esqueça quase tudo, mas sonhe comigo , com as estrelas no teto, nossa noite azul , nossos cantos sorrindo.

http://www.youtube.com/watch?v=Q0tlnXoCZZk&feature=related

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Ser e amar de novo


Eu quero viver de cores quentes , abduzidas , rasgadas no todo.




Sentir o calor do corpo ,criando forma ,envergando o juízo ,despindo a vergonha.




Desejar o melhor que há do teu sorriso ,o que for preciso para te refrescar na tarde.




Quero o beijo de todas as letras , luzes bem acesas , bem-estar e viver na cor , envergando o juízo , tudo o que for preciso para ser e amar de novo .

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Lua de alma branca




Tem a alma branca , a lua despolida que me envolve , um véu de luz suspenso na noite azul.



Toda cheia , a lua na rua passeia e clareia as esquinas ,tuas idas e vindas , teu pó e areia .



Luz da lua , teu olhar incendeia , lua de alma branca é minha teia , pó e areia , branca alma despolida.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Eu nunca vou deixar de te amar


Eu nunca vou deixar de te amar enquanto houver o sol do meio-dia , a densa brisa fria , o azul deitado no mar.




Eu sei que é bem verdade - não te pedi para ficar , mas não vou me enganar , se onde eu sinto , tu ainda estás .




Mas deixo assim , a flor vermelha no meio do jardim , tudo bem no seu lugar , mas eu nunca vou deixar de te amar .

sábado, 21 de novembro de 2009

O tudo e o nada


Hoje eu quero falar sobre os nadas que chegam sempre à coisa nenhuma , já que somos seres pensantes de uma energia cósmica intrigante em meio à carne e osso.


Não somos donos da razão ,nem os mais bonitos seres, tampouco indispensáveis...Apenas somos ; e os nossos vazios de dentro nos fazem almejar o melhor - a alma que se nutre de amor ,as melhores mudanças ,a verdadeira cor por trás da cor...


Para que mesmo...Acho que para vivermos e morrermos melhores no final...Mas isto pode ser o tudo de um homem- saber viver sem saber o mistério de tudo, se tudo é tão relativo ,apenas contribuir em meio a este mistério ,que ao mesmo tempo, nos lembra o nada, mas que se parece com o tudo que ainda não degustamos na sua totalidade.

Quando queremos... À nossa paz e aos nossos sonhos-blue



Quando realmente queremos algo , não existem frações, porções , fragmentos que nos saciam, mas apenas o inteiro-completo , embora naturalmente imperfeito. Entramos de cabeça no começo, meio e fim , na história toda , na perfeição da mais autêntica vontade.



quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Coração aberto



Meu coração arde tão feliz , range num destrancado, perdeu a rosa chave , sorri de esguelha na paz de sossegado.

Meu coração é coisa linda de aprendiz , pensa e logo diz , quase não quis , e deixa mesmo assim , e vai seguindo , abrindo num destrancado rangendo , e de tão louco , perdeu a rosa chave.




terça-feira, 10 de novembro de 2009

Ficou bem razoável...



Eu busco rumos certos nas incertezas , bem no fio vermelho da tua beleza , se é tão razoável padecer só mais um pouco , e o que se pode é retirar o grão , a poeira fina de cada pedaço.



Mas busco rumos e curvas fechadas, transponho negros muros, cerco-me de vida em ti ,e fica quase tudo certo ,embora o amor seja um todo incerto , mas sofrer com a tua beleza , cercar-me do certo na incerteza ficou bem razoável .

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Eu preciso...





EU PRECISO DE COISAS , TANTAS E TANTAS , SEU OLHAR , CHEIRO MAIS QUENTE , E AS PALAVRAS SE TORNAM SURDAS COMO QUEM QUASE SE RESSENTE.



E A DISTÂNCIA VIRANDO DEMENTE NÃO ME DEIXA DESCANSAR , NÃO IMPLORA À SUA MÃO PARA UM DIA ME TOCAR , E EU SEI QUE PRECISO - DE VOCÊ , ONDE MESMO VOCÊ ESTÁ , E SE ISSO FOR MUITO, QUASE SINTO ; NÃO CONSEGUIREI DESCANSAR SEM O SEU JEITO QUENTE PERDIDO NO OLHAR.

http://www.youtube.com/watch?v=GHCY7ciAkQk




terça-feira, 27 de outubro de 2009

Velho armário




DEIXO OS RETALHOS DEITADOS NAQUELE NOSSO VELHO ARMÁRIO,ONDE O SENTIMENTO AZUL ADORMECEU BEM NO ESCURO CANTO.


É BEM ASSIM , E NÃO HÁ MAIS ,SE NOS REMENDOS E PANOS EU ME ENTENDO, E DOS SEUS PEDAÇOS E CANTOS , EU ME REFAÇO.


GUARDO TUDO TRANCADO E ESQUECIDO ,VERMELHO E FERIDO , RETALHOS E COR , MEU AMOR , AQUELE QUE , BEM OU MAL , ERA O NOSSO MAIS VELHO ARMÁRIO.


http://www.youtube.com/watch?v=Ey3W7311Z3g&feature=channel
































domingo, 25 de outubro de 2009

Nuvem de vento



Você cheira a cor da flor num aviso apressado , num olhar mais demorado , e vai embora feito nuvem de vento.

E aquilo que é coisa do tempo virou quase inimigo, virou dor e castigo , um tão grande perigo , e em cada segundo, nossa mistura de mundo , e você não está aqui , virou qualquer coisa inerte, alguma coisa de teste , nuvem cinza de vento.

http://www.youtube.com/watch?v=R1ZNFhM9aP4&feature=related

domingo, 18 de outubro de 2009

A gente tem que ser feliz





A gente tem que ser feliz - certamente , a melhor obrigação civil ,moral ,pessoal , animal. A gente precisa simplesmente ; assim como respirar, aceitar-se ,aceitar , lutar , não se conformar .



A felicidade é quieta ou agoniada , dependendo do vento do seu mar, do seu olhar sobre o outro , da sua vontade de ser e estar, mas a gente precisa , desde ontem, ser muito feliz.

sábado, 17 de outubro de 2009

Silêncio branco




No silêncio branco do tempo , engulo a água da dúvida , regurgito a acre saliva , andando a esmo , ermo de mim , e as horas pulsam tão inexatas , e nem sequer a resposta está pronta , e assomo mesmo como uma criatura mais tonta ,vivo solta num torpe desejo , perdida nos lençóis do tempo ,possuída por um silêncio branco .

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Quase líquido


Eu quero um amor perdido , e achado em ti ; um amor rendido por um beijo apertado , amor que descansa logo no peito  e mastigado na boca.


Quero um amor que me deixe um pouco louca ,algo de livre , tão solta , perdida e achada.


Amor que faz rir , que me faça ir , que viva e morra em ti sem mais nenhum espaço , viver cada pedaço de laço , achado e perdido , o dito e o não dito , amor de mais um toque , amor que escorre , amor quase líquido .


terça-feira, 6 de outubro de 2009

Lua cheia


Ela vela a lua pela negra janela , e somente ela te espera , perdida na noite sob o vento , lua cheia , cheia de ti .




Virou saudade , e ela vela , ainda te espera , olhando o véu do céu, cheia de lua , cheia de ti pela mais negra janela , e somente ela não dorme – virou mais um pensamento , mulher nua de lua .

domingo, 4 de outubro de 2009

Coisa




Você é uma coisa doida que cheira e beira a beijo , rasga a roupa, lambe todo amor, causa algo de dor, e me sacia , e me esvazia , fico macia quando me agride com seu abraço , e me refaço em cada pó do meu pedaço , e o que é que eu faço se eu fico doída, doida , sua mulher ou qualquer ,viro mesmo sua melhor coisa.


sábado, 3 de outubro de 2009

Chuva de Vento



Eu vejo em você todas as boas coisas , um sentimento deitado entre nuvens , caindo sobre nós , chuva de vento.



E nada como o aval dos anos para mostrar que nada passou , chuva de vento , forte e molhado , nuvem e pensamento , este meu tal amor sem tempo.

domingo, 27 de setembro de 2009

Olhos indecisos




E estes teus olhos , indecisos na cor , dizem qualquer coisa que eu nunca sei , o que for .


Talvez eu me entregue a um trejeito secreto quando estiver por perto , se não me canso de espreitar a tua briga de tons ,indecisão e matizes , mas nunca se sabe , amor...


Se são azuis ou marrons , qualquer coisa de paixão ou de dor, rio ou mar , somente estes teus indecisos olhos , somente teu mais impreciso olhar amarronza e azula a nossa sala de estar.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Pedaços e restos ( há anos e anos, anos e anos , grandes histórias, sempre tivemos e teremos)



Eu fiz de ti pedaços , os meus melhores restos , letras e rimados versos , boas páginas de um livro.

Eu fiz de ti retalhos , meu grão cinza de chuva , pó e sombra de paixão .

No meu ombro , ainda o peso da tua mão , e acabei te mandando embora , mosaicos de um novo agora - meu sim virou não , últimos e melhores versos, grão e chuva , teus pedaços , chorei os meus melhores restos.


quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Luzes e vapores


Luzes e vapores , simples olhar – eu , demasiadamente cansada ou louca , mas luzes azuis rondam-me sem parar.


Meu poros faltam saltar , expelindo pelos , assanhando o cabelo , mas tudo , quase em um segundo...


Meio zonza de algo forte ou de morte , esquizofrenia ou mania , desde em que o vi , mirando na cama , o meu olhar.


E tudo se evaporou feito água verde do mar , quase em um segundo, quase tudo do meu mundo , todos os meus poros e pelos , luzes e vapores , teu jeito de cheiro.

http://www.imeem.com/artists/marisa_monte/music/jUW7Q60Q/marisa-monte-arrepio/

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

O melhor de Deus



Em meio à minha carnal miséria , vivo cercada de infinitude ; ou melhor , chamo tudo isto de plenitude , ou o melhor de Deus no nosso chão de gente.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Toda mulher



Toda mulher é uma coisa quase estranha , de uma paixão sem números ou nomes , de uma força tamanha , leva- e - traz de carinho , o sorriso quente de vinho.



Toda mulher é o que se quer, o porquê da luta , o gosto doce da fruta , beija o chão de tudo que ama , um ser de uma paixão quase estranha , sem nomes ou números - toda mulher.


quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Deixe-me assim...



Deixe-me assim , tão solta a esmo sob o vento , se é só mais uma questão de tempo , quero um pouco o meu lugar.

Não precisa me segurar , como se eu fosse para bem longe , como um alguém que se esconde , mas deixe-me assim - isso também é amar.

E , se for para um dia acabar , quebraremos todos os copos de cristal , e apenas o que há de melhor , eu sei que vai durar ; então tá , deixe-me com o vento , e se o tempo resolver esperar aquele nosso momento , a gente pode , mais uma vez , amar .


segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Labirinto ( Escrever é enlouquecer um pouco)


Sou mais uma alma desarrumada , farrapos num desaprumo , se eu vago perdida nos meus castigos , rondando labirintos de mim tão sem rumo .


Não entendo muitas vezes o que é que há , se a visão anuvia e fica turva , e lá se vem aquela fechada curva , e eu derrapo nos meus farrapos , pedaços jorram sobre o labirinto , e sei lá o que é que eu sinto , se é a mais pura verdade, e eu quase não minto , mas no final de algum dia , devo ser mais uma alma sem garantia - labirinto

domingo, 13 de setembro de 2009

De novo


QUERO O NOVO , MAS NA BELEZA DE CADA BIS , SEM CURVAS DE RUGAS OU HALITOSES DE MOFO.


QUERO AS SACUDIDAS CORTINAS , ARANHAS E TEIAS , POEIRA E FULIGEM EXPELIDAS.


DOU O VÔMITO À NÁUSEA , O DRAMA SEM BRIGAS , O MEL NAS FERIDAS.


HOJE É MAIS UM DIA , CHEIRINHO DE NOVO , EU SEI – TEU OLHAR NÃO VAI SE CALAR , SE O AMOR NÃO DORME E SE APRESSA EM CHEGAR .


DEIXA SÓ O TEU CORAÇÃO BATER VIVO EM ALTO E BOM SOM : TUM - TÁ NA BELEZA DO QUE SE REPETE , E MAIS UMA VEZ , O AMOR PEDE BIS , E TUDO SE FAZ NOVO , E DE NOVO, VIVE –SE SEMPRE MAIS UM TANTINHO FELIZ.

http://www.imeem.com/people/4AllmO/music/PlJ9oeFT/lulu-santos-tudo-bem/



quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Eu já te falei ...




Eu já te falei das folhas de outono , dos enredos de cada olhar , das horas que logo sumiram , nuvens sem voltar...


Da página virada , do amor sentido , do passado passado...Amado , eu bem que te falei...


Que o tempo não para , e nem sequer repara nos erros desferidos, mas entre mortos e feridos , eu juro que te amei...Lembras ? Eu já te falei...

Cadinho Cintilante


As estrelas tilintando no quarto , mais uma carícia azul de luar , brisa dançando sobre a rosa cortina.


E a menina Lara dormia na paz de quem muito sorria , e o universo inteiro entrava no pensamento , porque já lia e bem vivia cada único momento , sabia que o ilimitado é um cadinho cintilante de vida e fantasia .


E a menina dormia tilintando estrelas , a rosa cortina dançava , e o universo inteiro entrava feito frase lida.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Chocolate



Você tem o gosto da vontade mais inefável e doce - Cheiram a chocolate até seus defeitos , melhores ou piores , sabores e aromas , abraço que logo desata um beijo.



Chocolate ao leite, branco ou meio amargo , desejos e deleites , o seu grão mais refinado - flores , seu cheiro deitado na cama , cartas de amores ,mas eu me lambuzo só com você ; de corpo e alma , chocolate.

sábado, 5 de setembro de 2009

Felicidade



A felicidade é uma casa de veraneio reformada a cada dia , como se mais alguém morasse bem dentro de nós. Ela simplesmente não acontece - depende muito mais de nosso empenho , de nossos arraigados valores e ,sobretudo , para onde canalizamos os nossos mais sólidos amores .

Qualquer besteira


Qualquer besteira flutua pela minha cabeça - basta roçar os meus pés , falar dos seus invés, sua voz quase rouca.


É assim mesmo, quando bem se quer , a gente quer mais sempre , e o que quase aprisiona vira coisa tão indecente , qualquer besteira , perco mesmo a tão boa maneira, quero olhar se você chegou , seu cheiro bom no andar de casa.


Ah, meu Deus , e esse homem azul de asas , anjo querubim pra mim, voando pela minha cabeça , roçando os meus pés , falando até mesmo dos seus invés .


A felicidade é mesmo louca , se adoro a sua voz quase rouca , e qualquer, qualquer besteira me faz assim tão feliz.

http://www.imeem.com/groups/q8qBDdXu/music/TNMKNqdc/rick-astley-80s-heroes/



sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Acho que bem morri...


Amanheci ... Pelo menos acho que , ainda hoje , vivo - os olhos brilham num agudo de ontem , meus pés pisam o chão da contramão , horas arrastam correntes de tempo , passam os pássaros e os mais altos pensamentos.



Mas você sorri bem no final de um dia cansado , a boca de larga comissura , um beijo fresco , qualquer coisa de tal fissura - Sei lá , ainda hoje , acho que bem morri de amor , e quem sabe, talvez amanheça e nunca mais o esqueça.

sábado, 29 de agosto de 2009

Desejei saber de você...



SEU OLHAR TEM SOMBRAS , PENUMBRA DA NUVEM QUE QUASE ESCONDIA A LÁGRIMA , A RIMA DA BOCA NAQUELA TARDE VAZIA.


E O QUE VOCÊ PENSAVA COM AQUELE MEIO RISO , QUASE NUM PRANTO INDECISO , E POR UM INSTANTE , DESEJEI SOFRER PARA SABER DE VOCÊ.


E O QUE VOCÊ SONHAVA SOB AQUELA PENUMBRA , ALGUMAS SOMBRAS SOBREVOAVAM , E ME SEGUREI PARA NÃO MAIS ENTENDER – MELHOR MESMO NÃO SABER , SE CADA UM TEM A SUA SOMBRA INERENTE , PALAVRAS ACOLHIDAS NAS ESQUINAS DO SER - INCONFESSÁVEIS PENUMBRAS .

http://www.imeem.com/people/ZqkjDc/music/MNAegaGS/led-zeppelin-whole-lotta-love/
.


sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Inteira


Sou mesmo inteira , de alma intensa , sou toda e qualquer indiscrição.


Olhar de cristal que tudo diz , que tudo despe , qualquer direção .


Crueza , fraqueza ou grandeza guardando a dor e a beleza da mais humana natureza .


Mas sou ainda inteira , uma coisa plena – completa , alma pueril , algo tão irrequieta : apenas mais um frugal animal , olhar de cristal , e se tiver qualquer intuição ou paixão , sou mesmo toda.

http://www.lastfm.com.br/music/C%C3%A1ssia+Eller/_/Malandragem?autostart

domingo, 23 de agosto de 2009

Sonho alto ( Que tenhamos a essência de Deus em nossos corações e dos livros O caçador de pipas e o Castelo de Vidro já tão conhecidos,mas soberbos!)





Brancas nuvens que correm : Sinto-me como um pião na vertigem , mais um sonho de alcançá-las , senti-las em cada mão.





E aí , então , vou correndo e pulando cada dia mais longe , e eu juro , eu sempre me refaço , tudo e sempre mais , pião de mais um sonho alto : senti-las em cada mão , nuvens de algodão .

sábado, 22 de agosto de 2009

É tão bom!


É tão bom se sentir gente , tão cheia de poros no quente ou frio ,dias morrendo , noites azuis nascendo ,ventos alísios e arrepio.




Liberdade de pés descalços ,água de ribeirão ,água que mata a sede e dá a bênção , beijo na contramão , e o melhor de tudo - é o amor , dentro da gente, sendo...

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

O tempo jamais brincou...


AQUELA DESNIVELADA CALÇADA , PEDAÇO TÃO MEU , TÃO SEU , VOCÊ E EU DESABALADOS , RASGANDO LENÇÓIS DE VENTOS.


MAS A GENTE SABIA QUE AQUILO ERA QUASE TUDO , E NÃO POUCO DA NOITE OU MEIO-DIA , E O PONTEIRO DO TEMPO NOS SORRIA, SE ERA APENAS MAIS UMA BRINCADEIRA , QUASE MAIS UMA DOCE UTOPIA.


E HOJE VEJO A RUA, A CALÇADA CINZA E VAZIA , A MANGUEIRA VERDE ENCURVADA NO TÃO MESMO E PONTUAL LUGAR , E VOCÊ NÃO MAIS ESTÁ LÁ- APENAS O VENTO ESPERANDO POR NÓS , ABALADO E SAUDOSO, DESABALADAS CRIANÇAS , NOSSAS MELHORES LEMBRANÇAS , E AS RUGAS FISSURAM A TESTA , TANTAS E OUTRAS ANDANÇAS, E VOCÊ NÃO ESTÁ MAIS AQUI , POIS O TEMPO JAMAIS BRINCOU DE EXISTIR.

http://www.lastfm.com.br/listen/artist/Bal%25C3%25A3o%2BM%25C3%25A1gico/similarartists#pane=webRadioPlayer&station=%252Flisten%252Fartist%252FBal%25C3%25A3o%252BM%25C3%25A1gico%252Fsimilarartists

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Pronome


Algo , alguém ou ninguém - um pronome pessoal impreciso , bem mais que indeciso , quase sempre igual a mim -Será que realmente de algum nome preciso?




Será que minha sorte é vagar na essência de um alguém , se nasci algo como um coração aberto, e decerto, sem dono , sem nome , ninguém -impessoal pronome .

sábado, 15 de agosto de 2009

A lua e a rosa


A rosa , sob a luz da lua , fica bem clara , um rosa-claro.




Claro que a lua clareia quem a olha no jardim , mas agora olha somente pra mim...




E me prateia sob o vento , voando bem naquela nuvem , iluminando a flor de um pensamento , rosa - claro na rosa , tudo agora é tão claro pra mim - somente é dela o meu mais verde jardim .

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

ULTRARROMÂNTICA




ULTRARROMÂNTICA - NENHUMA SEMÂNTICA , MAIS NENHUMA SEMANA , NADA MAIS SE EXPLICA , SE NASCI ASSIM NO ARDOR DA INQUIETUDE , NA MAGNITUDE DE QUEM É ROMÂNTICO ORA NO CLARÃO DO DIA , ORA NO LUAR DA NOITE.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Na cor




O cinza opaco deita-se na nuvem , o vermelho- sangue fere de morte o beijo , raio de sol laranja na fruta , arco-íris que desata nas sete cores .


O sorriso da menina é cor-de - rosa , rosa de sonhos , o destino é a tinta revolvendo-se na cor , se o azul saltou e dormiu na íris do meu amor .


A vida é mais uma caixinha de lápis , pintada à mão , azul dos teus olhos , acalanto de menina , o sangue e o beijo , tela multicor - a coisa mais bonita é sempre toda dor da cor.

sábado, 8 de agosto de 2009

Lado a Lado


Segure minha mão , olhemos para frente , se nossos pés atritam o mais branco chão.


Temos aquela nossa velha direção , é que a paixão segue a reta , caminhemos lado a lado na beira do mar , leves como a areia que olha para o sol.


Pegadas restam logo atrás , mas o olhar segue em frente , e por mais que a gente quase não sinta, tudo passa assim tão urgente , e os passos , de novo , vão logo embora no olhar de um segundo , no efêmero na tinta do quadro , na paixão que morre na curva ou se curva de amor .


E o tempo escorrega , tudo sempre se transforma , e por mais que a gente não sinta , quase perdemos o minuto da hora , se um segundo guarda a eternidade de um agora .
A paixão segue a sua reta , e caminhamos leves como a branca areia , lado a lado , olhando o pôr-do-sol desabar na beira de um mar .

http://www.lastfm.com.br/music/Leoni/_/S%C3%B3+Pro+Meu+Prazer

domingo, 2 de agosto de 2009

Eu tenho tempo...


Eu tenho o meu tempo descascado em camadas , privilegiado em escadas de etapas - eu sei que tenho este luxo, sou gente com ponteiros que rodam de sobra para o que devo olhar , no que devo ter saudades de sentir , para o que sempre hei de admirar.


Tanto tempo para de ti lembrar , e ainda restam , depois da rotina , folhas e perguntas de toda vã filosofia , cruzo as pernas em nome de toda folga e euforia , ouço aquela música e beijo minha filha na tarde fria.


Eu tenho tanto tempo descascado , minhas escadas , tenho as etapas , porque minha prioridade é ter tempo para o impensável - e eu sei que tenho este luxo.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Foi melhor assim...


FOI MELHOR ASSIM : RISCAR A AREIA DA PRAIA NUM OLHAR TÃO VAGO , LOTADO DAQUELA SAUDADE , CONSOLADO POR UM VENTO CANSADO.


PORQUE JÁ É DE BOM TAMANHO UMA PAIXÃO PELA METADE , MELHOR QUE UMA DECEPÇÃO INTEIRA ; QUE FIQUE , ENTÃO , NA NOSSA GELADEIRA , XINGUE O TEMPO OU O TRÂNSITO, CHEIRANDO A COISA INACABADA ...


PORTANTO, FAÇA-ME UM FAVOR : CONTINUE O NOSSO FIM , BEBENDO E CHEIRANDO A CIGARRO , VÁ E VOLTE , SEMPRE MAIS UM POUCO, ACHANDO- SE QUASE LOUCO , ENGANANDO –SE SEMPRE MAIS.


PREFIRO UMA PAIXÃO JÁ PELA METADE QUE UMA DECEPÇÃO INTEIRA , NEM A AURA DAQUELA SUA BRINCADEIRA - RESTOU RISCAR NA BRANCA AREIA , E APENAS SEI QUE FOI MELHOR ASSIM...


http://www.lastfm.com.br/listen/artist/Caetano%2BVeloso/similarartists?setlang=pt#pane=webRadioPlayer&station=%252Flisten%252Fartist%252FCaetano%252BVeloso%252Fsimilarartists

domingo, 26 de julho de 2009

Ainda tão jovem,ainda tão moça! ( Homenagem à casa dos meus pais, onde a natureza é um escândalo)


O sol faz um mesclado brilhante nas verdes folhas da mais alta árvore , e sopra o vento no eucalipto , voando junto com o aroma esparramado na calçada.


Minha casa não tem palmeiras onde canta o sabiá , mas bem- te- vi com mangueiras , andorinhas com eucaliptos , morcegos de cajueiros.


Ainda tão jovem e moça , sempre adornada de verde , e os aromas que voam continuam os mesmos , embora algumas paixões mudem a cada década.


Passaram-se mais dez anos , e eu nem sequer notei , só mesmo o covarde espelho em um olhar , voando junto com os aromas , mesclando meu jeito de antes , mas o seu brilho insiste em me refutar.


E assim , erodem os anos , transfiguram meu rosto em brilhantes mesclados , cheiro de eucaliptos , canto de bem-te-vi ; mas sempre fui adornada de verde , ainda tão jovem , ainda tão moça !

http://www.lastfm.com.br/music/14+Bis/_/Linda+Juventude