sexta-feira, 30 de abril de 2010

O bem e o mal


A justiça poda o mal, e a bondade o desconcerta.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Preciso de pouco



Existem dias em que preciso apenas dos ventos de lua cheia, preciso apenas do pouco neste muito que me é oferecido sem boletos bancários e sem previsão do fim.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Café





O cheiro agudo do café evapora-se de manhã , bem cedo...É a vida que se inicia primorosa, de bandeja, sobre a nossa mesa.

domingo, 25 de abril de 2010

Esquina


Sou a esquina dos ventos que se encontram, onde os sonhos se confundem, lugar de lágrima que se distrai em sorriso. Por isso, precisarei, se necessário for, de qualquer coisa que cheire a felicidade, qualquer coisa de cor, histórias de beira de esquina, um conto pronto de amor.

Sou, da escrita, a sua mais vagabunda sina, e se necessário for, virarei confusão, a lucidez em sonho, a lágrima num sorriso sem mais nenhuma dor- acho mesmo que sou feliz, sou a tal da esquina de aprendiz .

sábado, 24 de abril de 2010

A corda e os nós ( Vídeo abaixo com trechos da poetisa única da alma, Clarice forever! )

http://www.youtube.com/watch?v=FiOowF9-9z8&feature=PlayList&p=B8E74F8FB16C9189&playnext_from=PL&playnext=1&index=64
Temos os nós de dentro - o nó da corda enroscada, mas também somos meio cordas livres e desimpedidas. Acho que é isso que nos faz viver- somos antíteses ou sinônimos, dependendo do que vier, do que sentimos e do que a vida quer de nós... Somos um pouco de nó, só para termos o gosto de nos libertar, sonhar e lutar pelo melhor.

Sou alma

http://www.youtube.com/watch?v=1z_XKubs0Zc&feature=PlayList&p=3FB399FB802DA224&playnext_from=PL&index=0&playnext=1

Sinto-me pétala rosa, mulher formosa, cheia de prosa, cheia de vida, cheia de luz no jardim de Maria.

Olho para os céus, azul supernova, vivas estrelas, pedras cadentes naquele chão, terra molhada, cor de açafrão, cheirando a fruta, enterrando o grão.

Olho para o tudo, encontro-me melhor com o nada, e isso me faz livre, meio encantada, pétala rosa, sou mesmo alma.

O barquinho ( POESIA INFANTIL) - Desenho by Luana, Isadora e música cantada por Maysa


O barquinho segue de mansinho, vive embaixo da lua mais branca, deitado no oceano, sem dia ou ano, surfando em ondas azuis : chuá-chuá, chuva de estrelas, verde farol veio de lá.

E vai seguindo o seu caminho num desenho lindo de menino, dançando na roda de vento, seu mar espelhado, devagarinho...

Viajante do novo mundo, vai sorrindo o roxo barquinho, surfando em ondas azuis: chuá –chuá, leve, leve, sem dia ou hora e segue embora num pensamento bom...




http://www.youtube.com/watch?v=zCkeyPyB73s

terça-feira, 20 de abril de 2010

Brisa



A brisa toca, alisa, desliza sobre poros, é vida, ar que respiro, que transpiro...
E lá vou eu, bem dentro de você ,virando o seu mesmo ar, um azul de prazer, envolvendo o seu rosto assim, numa brisa a fim, entregue e leve, somente por querer...

domingo, 18 de abril de 2010

Você gosta de música? ( A maioria, sim, graças a Deus! E, graças a ele, temos a voz de Sade há tempos ...)





Não consigo imaginar uma pessoa que não goste de música. Com todo o respeito, perde-se muito o gosto, o beijo do cheiro, a visão mais colorida de tudo que se faz vida.

sábado, 17 de abril de 2010

O carrossel ( POESIA INFANTIL)


O carrossel segue encantado, segue em todas as cores, iluminado, abençoado pela menina- rosa de sorriso.

E o cavalinho gira em seu caminho; carregando, com carinho, a criança a descobrir- é tão bom descer, é tão bom subir em luzes de todas as cores, seguir até o céu, de carrossel.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

O recuo ( Todo recuo é sinal de recomeço- mensagem para mim e pra vc)



Vamos aprender com o cíclico tempo- prosseguir, e se houver algum recuo, que seja como a água verde do mar, não pesando tanto sobre a areia, dando uma volta e meia para simplesmente recomeçar.

Você já se apaixonou? ( Muitas vezes, algo maravilhoso,que impulsiona; outras vezes, uma armadilha pronta)



Com certeza, quem sempre manteve a palavra, quem nunca lutou além do limite e sempre soube o que é ego, nunca na vida se apaixonou.

sábado, 10 de abril de 2010

O sentir



O sentir não se explica, pode ser algo pouco confiável, puramente fruto de fantasiosas sensações mas, muitas vezes, é o nosso inerente, a nossa identidade com a alma de alguém..

Simplesmente, a gente gosta ou não, e ninguém mais entende.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Estação




Eu vou, e volto, sou meio estação do ano- ressurjo adiantada, verão ou primavera , sou aquela tua amarela janela.

Chego com a força do vento, desenhando o teu cabelo liso, deslizando sobre o teu olhar castanho, tamanho, sei que é sempre mais um ano , sempre a estação.

Mas eu vou, e sei que volto na primavera ou verão, caibo no sol da montanha, da rosa flor; guardo, na boca, a cor , o teu coração como entranha , sou estação e qualquer coisa viva de amor.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Fã do tempo ( mensagem para você, amiga! )





... Por isso, sou fã do tempo; ele é como o vento- areja quase tudo...