domingo, 31 de julho de 2011

...E a palavra me veste









Na tela de uma tristeza alegre, na esfera quente de um riso de cor, a palavra me veste de nua o ano inteiro.




quarta-feira, 20 de julho de 2011

Inteiro




Sou uma porção de desmantelos e remendos, mas eu me inteiro.

sábado, 9 de julho de 2011

Alma marcada







Só os sentimentos verdadeiros deixam a alma marcada a ferro. Decerto, num inverno de eterno, num sentir e ficar, acordados e vivos, querendo sangrar.

terça-feira, 5 de julho de 2011

Pirilampo



Pirilampo no campo de brilhar, de alumiar a menina que corre, a noite enegrecida que escorre no verde faceiro do seu avoar.