domingo, 29 de julho de 2012

Eita vida besta, não é, Drummond? rsrs

Eita vida besta de sábado e sexta, de um domingo calado, calor escaldado, de um sono qualquer...


Eita vida estreita de um sorriso largo, do sol insistente, da nuvem passageira, de uma menina faceira...


Eita vida besta de quem escreve só para rimar, coisa antiga para explicar, gente besta sou eu- poetizando, talvez, para mais nada; e você,  seu besta, que ainda me lê, hein?

sábado, 28 de julho de 2012

O milagre de Sarah Menezes

Eu, que dificilmente sou ligada a notícias de caráter esportivo, afirmo que já vi, inúmeras vezes, a judoca Sarah mendigando apoio e patrocínio como se fosse uma pedinte de rua. Agora, depois de um milagre irônico da perseverança pessoal , políticos- parasita pegam carona do mérito alheio, verdadeira fogueira das vaidades e de poder num espetáculo deprimente, mas esperado.

Sarah, antes de tudo, venceu a indiferença política em relação aos cuidados básicos com a juventude brasileira... Mas nem tudo é indignação- que esta alegria que nos foi dada impulsione políticos e a sociedade civil para um novo ajuste de contas- incentivar o esporte, a cultura e a educação. Não queremos milagres, queremos boas consequências naturais de bons atos! E viva a juventude, Sarah!

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Fatalidades

Tenho, dentro de mim, aquele fatalismo de telenovelas, se a vida tem a hora louca e exata para tudo- chegadas, despedidas, perdas e ganhos. Independentemente do que faz ou pensa, existe um quê de sustos na existência, pois você não manda, sequer opina- uma ditadura que doma o homem desde a sua estreia no tablado.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Corpo e Alma

Acredito que a decadência mental é muito mais grave que a física. A pessoa é o que sua mente condiciona. Um espírito saudável ajuda a libertar um corpo doente, mas o contrário é sempre mais sofrível.

domingo, 22 de julho de 2012

A neocensura

Em pleno Brasil do século 21, querem calar a tua boca e apagar a chama da tua alma. Querem a cegueira, a surdez, a omissão e o medo... E tudo desemboca numa tal ignorância premeditada. 

sábado, 21 de julho de 2012

O assalto

Hoje fui assaltada por uma palavra indignada. Após desferir um golpe no meu estômago,gritou: "Falas qualquer coisa, senão eu te mato!" Nervosa, disse-lhe:"Que coisa!" Mas ela retrucou: "Coisaste muito bem!" E foi embora, rindo da falta de criatividade que só os covardes criam.

Homem- palhaço ( Impressões sobre a linda arte de Cláudio Souza Pinto)

...E um homem lúdico se desfaz entre quadrados, retângulos e losangos, monte de pano equilibrando um nariz pontiagudo...Um palhaço geométrico, rarefeito, vivo nesta brincadeira de fingir que ainda vive...

A tão necessária ignorância

O homem tem o privilégio de não entender tudo. E é assim que a humanidade evolui, e não enlouquece de vez.

Somos mulheres

Mulher de cores, de cuidados, bem-estar, sentir, amar, de ser sentida.


Somos flores e cheiros, pele, sorriso de canto de boca, luzes e espelhos, desleixos e zelos. Some tudo isso à discricão,mas ao escândalo normal de ser mulher. Somos muitas, e tão raras, somos o que bem se quer- enfeitamos até mesmo este louco e sisudo mundo, oh mulher!

terça-feira, 3 de julho de 2012

Inteligência

A inteligência humana deve ousar, servir ao outro, materializar-se em resultados.Não pode ser cretina, virando a idiotice dos vaidosos.