sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Toda mulher



Toda mulher é uma coisa quase estranha , de uma paixão sem números ou nomes , de uma força tamanha , leva- e - traz de carinho , o sorriso quente de vinho.



Toda mulher é o que se quer, o porquê da luta , o gosto doce da fruta , beija o chão de tudo que ama , um ser de uma paixão quase estranha , sem nomes ou números - toda mulher.


Um comentário:

  1. Sahamia, que poesia mais bonita, ela diz tudo com tão poucas palavras e ganha mais valor e sentido quando escrita por uma mulher-poeta. Parabens !

    ResponderExcluir