sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Adoro...



Adoro este cheiro forte de terra que vai molhando e este vento desesperado que se forma;


Adoro a ameaça de uma chuva , ela tão ensimesmada, cheia de gritos, água derramada sob protestos e risos;


Adoro o sol amando a água, gerando o arco-íris, a dúvida das horas;


Adoro o tempo perdido em si, de joelhos com Deus, brincando com os homens e confundindo a Terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário