sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Não tenho pressa...




Gosto de levezas e de plumas recontadas, nada de pressa, dentes-de-leão, ventos alísios.

Gosto das repetições que não cansam, de todo bis que morre na beleza de quem nasce, do redundante pleonasmo, tic-tac, onomatopeia de relógio, mais um bis, por favor! Não tenho pressa, é só mais uma vez...

Nenhum comentário:

Postar um comentário