domingo, 24 de março de 2013

O regresso do verso de mim

O regresso do verso de mim fez- me em pedaços, em grãos de horas, dias e vontades espalhados pela sala...

Um tal progresso de menina que faz sonhar, juntar o pó de qualquer grão, um som que parte um coração, nasço e morro cheia de não sei o quê- querer? Talvez seja...Talvez seja só a euforia duvidosa da vida, feito falso verso e não- lido: falso regresso do verso de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário